Março 2012 | Santuário da Fantasia
Seja bem-vindo!
  • Por que Ler Fantasia?

    Nas histórias de fantasia nós aprendemos a entender as diferenças dos outros, aprendemos ter compaixão por aquelas coisas que não podemos compreender, aprendemos a importância de manter o nosso sentido de saber do estranho mundo que existe nas páginas da literatura fantástica. Ensina-nos a tolerância de outras pessoas e lugares e engendram uma abertura para novas experiências...

  • Santuário da Fantasia

    Este novo projeto é para reunir as maiores obras já lançadas e que ainda terão o seu lançamento, contando com uma diversidade de informação para lhe deixar entretido por um longo tempo. Aqui estamos para finalmente abrirmos as nossas portas... Então, sejam bem-vindos ao Santuário!

  • Mundo dos Promos

    Esse espaço é dedicado para aquelas pessoas que fazem Promoções sobre a Literatura. O Blog já ultrapassou a marca de 7.000 visitas em menos de 9 meses, possuindo mais de 500 Promoções. E também, há vários Promos todos os dias. Acesse e participe...

  • Codex de Ouro

    O Codex de Ouro é um prêmio anual promovido pelo Ponto do Autor, e, antes de tudo, o desejo de celebrarmos as conquistas dos autores que representam a força da literatura nacional. Almejamos realizar uma festa anual para os autores nacionais, em uma celebração promovida com base exclusivamente no conhecimento que buscamos na weblit...

  • Gêneros de Literatura

    Neste tema falará os mais variados Gêneros da Literatura e afins. Ainda em progresso de inclusão...

  • Mundo da Literatura

    O Grande projeto foi finalmente definido no ano de 2011 para que reunisse os autores nacionais num só lugar, o Mundo da Literatura. Em consequência disso, conseguimos com grande sucesso esta grande realização em tão pouco tempo. Entre lá e veja por si mesmo o seu funcionamento...

A Filha do Fabricante de Fogos de Artifício


Título: A Filha do Fabricante de Fogos de Artifício
Autor: Philip Pullman
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 109
Resenha: A mãe de Lila morreu quando ela era muito pequena, desde então a menina foi criada por seu pai Lalchand, o fabricante de fogos do povoado.
      O pobre viúvo encontrou dificuldades para acalmar o bebê pequeno, mas acabou encontrando a solução para seus problemas: sem mais opções, resolveu deixar o berço da menina em um canto de sua oficina, assim podia trabalhar e ficar de olho no bebê. Mas para a surpresa de Lalchand, isso gerou outro efeito, pois o bebê até então muito chorão, passou a se distrair com os estouros e fagulhas dos fogos de artifício, assim o pai trabalhava, enquanto sua filha apenas ria de suas criações...
      O tempo passou e Lila se tornou uma garota muito inteligente e talentosa, pois já dizia o ditado: “Filho de peixe, peixinho é”. Com seu pai, Lila aprendeu quase todos os segredos da arte da fabricação de fogos, mas para sua surpresa, um dia em uma conversa com o pai, Lila descobre que os planos de Lalchand para seu futuro são outros, muito diferente dos que deseja. Pois para ela o mais importante é fabricar fogos e para seu pai, o futuro da menina reserva um casamento, afinal, não é isso que as jovens mulheres fazem?
      Magoada com a descoberta e disposta a provar o contrário a seu pai, Lila embarca em uma perigosa jornada, uma viagem a qual todos os grandes fabricantes de fogos de artifício de seu país precisam fazer, como um ritual de passagem de aprendiz a fabricante de fogos.
Mas Lila não tem conhecimento pleno de todos os desafios que a aguardam, pois todas as informações que tem sobre sua viagem foram conseguidas com um amigo, que é uma espécie de “babá” do elefante branco que pertence ao imperador e diga-se de passagem, o tal elefante fala, mas só com Lila e Chulak (o nome do “babá” de elefante).
Com tudo isso a história já é bem diferente e interessante, mas aí entram outros personagens como o tio atrapalhado de Chulak e seu “capangas” uma galera bem estranha que Lila conhece na floresta, tem também uma deusa da água e um deus do fogo, o imperador, outros fabricantes de fogos, e muito mais...
    Minha vontade é contar tudo, mas como sempre, estou evitando spoilers, há muitas aventuras, desafios e perigos nesta história. Tem ainda lições de amizade, amor de pai e filha, assim como amor a uma profissão. O cenário é algum lugar entre China e Índia, para mim, parece uma mistura dos dois, mas é muito bom mesmo. O melhor de tudo é que além do livro ter poucas páginas, e um texto muito rico, tem ainda muitas ilustrações, o que o torna ainda mais atrativo a novos leitores. É perfeito como livro infato-juvenil, mas se você, assim como eu também já passou da idade (rsrsrsrs), leia assim mesmo, afinal, o mundo dos livros + imaginação é = a um cenário sem fronteiras, e muito menos preconceito de idade... Em fim, recomendo este livro a todos!!! Rsrsrsr
Ah! Por falar em fronteiras... Vale lembrar que este livro é do mesmo autor da trilogia “Fronteiras do Universo” no Brasil o 1º livro desta trilogia se chama: A Bússola de Ouro / ou A Bússola Dourada.

Resenha: Calafrio

Título: Calafrio
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Agir
Páginas: 340
Grace era uma garota comum até o dia do acidente em que ela foi arrastada por lobos para dentro do Bosque da Fronteira. Mas o mais surpreendente foi encontrar no meio do bando um lobo sem intenção de matá-la, mas sim compreendê-la, observando-a com seus penetrantes olhos amarelos.
Seis anos se passaram e Grace jamais se esqueceu dos tristes olhos amarelos de seu lobo, e todos os natais ela o via no limite do bosque que havia atrás de sua casa.
Tudo isso muda, quando Jack Culpeper é atacado por lobos e é dado como morto.
Você deve estar pensando: 'Se ele foi atacado por um bando de lobos, certamente morreria, não?' Não em Mercy Falls. Lá os lobos não são lobos comuns, na verdade são lobisomens. Lobos no inverno e humanos no verão. Voltando a história...
Pouco tempo depois do acidente com Jack, é organizado um grupo de caça aos lobos, onde Grace tenta impedir que atirem nos lobos, temendo principalmente por seu lobo, mas infelizmente ela chega tarde demais.
Como seu carro tinha parado e ela já estava no bosque decidiu ir a pé, o guarda Koenig insistiu para acompanha-la ao menos até o limite do bosque com sua casa, vendo-se sem escolha Grace aceita e se dirige para casa.
Mas o que ela não esperava, era encontrar na porta de sua casa um garoto todo ensanguentado e nu, e menos ainda reconhecê-lo como sendo o seu lobo, então pergunta seu nome e ele responde com certa dificuldade que se chama Sam.
Quer saber mais sobre o que acontece a Grace e a Sam? Leia Calafrio, primeiro livro da triologia: "Os Lobos de Mercy Falls", uma triologia arrepiantemente envolvente e com romance na medida certa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Todos os direitos reservados © Santuário da Fantasia - O Reinado da Fantasia Utópica em conexão com o Mundo da Literatura