Setembro 2011 | Santuário da Fantasia
Seja bem-vindo!
  • Por que Ler Fantasia?

    Nas histórias de fantasia nós aprendemos a entender as diferenças dos outros, aprendemos ter compaixão por aquelas coisas que não podemos compreender, aprendemos a importância de manter o nosso sentido de saber do estranho mundo que existe nas páginas da literatura fantástica. Ensina-nos a tolerância de outras pessoas e lugares e engendram uma abertura para novas experiências...

  • Santuário da Fantasia

    Este novo projeto é para reunir as maiores obras já lançadas e que ainda terão o seu lançamento, contando com uma diversidade de informação para lhe deixar entretido por um longo tempo. Aqui estamos para finalmente abrirmos as nossas portas... Então, sejam bem-vindos ao Santuário!

  • Mundo dos Promos

    Esse espaço é dedicado para aquelas pessoas que fazem Promoções sobre a Literatura. O Blog já ultrapassou a marca de 7.000 visitas em menos de 9 meses, possuindo mais de 500 Promoções. E também, há vários Promos todos os dias. Acesse e participe...

  • Codex de Ouro

    O Codex de Ouro é um prêmio anual promovido pelo Ponto do Autor, e, antes de tudo, o desejo de celebrarmos as conquistas dos autores que representam a força da literatura nacional. Almejamos realizar uma festa anual para os autores nacionais, em uma celebração promovida com base exclusivamente no conhecimento que buscamos na weblit...

  • Gêneros de Literatura

    Neste tema falará os mais variados Gêneros da Literatura e afins. Ainda em progresso de inclusão...

  • Mundo da Literatura

    O Grande projeto foi finalmente definido no ano de 2011 para que reunisse os autores nacionais num só lugar, o Mundo da Literatura. Em consequência disso, conseguimos com grande sucesso esta grande realização em tão pouco tempo. Entre lá e veja por si mesmo o seu funcionamento...

Diário da Bienal (Parte III): O Que Rolou Na XV Bienal Livro Rio – 11/09/2011

Boa Tarde! Hoje eu finalmente encerro o meu Díario da Bienal do Livro...

    Em meu último dia de Bienal (11/09), basicamente fiz um pouco de tudo que todos os fãs de literatura fantástica estiveram fazendo no evento, ou seja, cheguei cedo fui empurrada a furar fila (acontece que a multidão na entrada era tão grande, e eu já tinha ingresso, então apenas segui a minha tia, que foi empurrada pela multidão enquanto a gente tentava pedir informações)...KKKK, Peguei senhas, entrei em filas, fui até um evento para fãs de uma Saga muito conhecida, etc...
    Como esse foi o único dia em que cheguei cedo, resolvi correr atrás da senha para autógrafos de Eduardo Sporh, pois mesmo tendo como pegar emprestado o livro A Batalha do Apocalipse, é sempre melhor ter o meu, autografado então nem se fala...
Logo que entrei, a minha tia percebeu a minha “euforia de Bienal” e me deixou correr para onde eu queria, desde que nos falássemos por telefone (como se eu fosse menor de idade, rsrsrs, mas é legal ter gente se preocupando comigo!). = ^.^=
    Então corri muito, estava indo direto para o Pavilhão Verde, pois este foi o local indicado pela organização da Bienal, no meio do caminho encontrei com um grupo de meninas um pouquinho eufóricas, então pensei assim: Elas devem estar indo para o mesmo lugar que eu, mas me enganei, pois elas estavam indo buscar senhas para a atividade para fãs de Crepúsculo, no estande da editora dos livros da saga. Eu bem sabia desta atividade (estava até uniformizada, com uma das minhas camisas dos filmes), mas achei que não precisava de senha, então quando elas me informaram do caso, eu resolvi me juntar ao grupo, afinal era o meu caminho mesmo, e fui uma das primeiras a ganhar senha...
    Depois disso, continuei rumo a minha meta, mas para a minha surpresa o guia que é distribuído na Bienal, com todas as atividades e mapa dos Pavilhões estava errado...
   Fui parar em uma editora que não tinha nada a ver com a sessão de autógrafos, por isso precisei começar a procurar tudo de novo, com medo de que as senhas acabassem e tudo mais.... Rsrsrs. Eu perguntei a um segurança sobre o local que procurava, o Srº até que era simpático e me ajudou a matar o tempo (coversamos sobre seriados de TV) até as funcionárias do balcão de informações chegarem... Aí eu pedi a minha informção básica: “Onde fica a editora que está distribuindo senhas para atógrafos do autor Eduardo Sphor ?!
Elas me fizeram ir em um outro balcão onde tinha computadores, a funcionária olhou no site da Bienal, e adivinha só:
    ESTAVA COM O MESMO ERRO!!! SE SEGUISSE O ENDEREÇO QUE ESTAVA ALÍ, CHEGARIA NA MESMA LIVRARIA/EDITORA “NADA A VER” DE ANTES!!!! ¬ .¬ x

   Então tive uma idéia, segui para um dos estandes que tinha visitado nos dias anteriores, e lá no estande da Giz Editorial, um bondoso funcionário me fez a incrível gentileza de me indicar o local para onde deveria ir. Depois de agradecer o mesmo, fui direto ao estande da Editora Record e lá finalmente consegui a minha senha, aproveitei para informá-los do erro, pois muitas pessoas iriam seguir para o mesmo local que fui anteriormente, e a editora logo se mobilizou para enviar alguém para o local...
Passado o corre, corre inicial, voltei a encontrar com minha tia (é um velho costume familiar, sempre vamos a Bienal juntas, e em geral no último dia), então aproveitamos para ver alguns livros, enquanto comprava o meu exemplar de A Batalha do Apocalipse e escolhia outro livro também...
   O tempo passou rápido, e logo a tia me liberou de novo (não queria deixá-la sem companhia, mas foi exatamente o que acabou acontecendo)... ¬ . ¬ Então já era por volta de 12:30 h min, quando eu resolvi ir até a fila para autógrafos, acabei chegando lá por volta de 13:00h, já que parei em outros estandes também... Fui uma das primeiras, deviam ter no máximo umas 20 pessoas antes de mim, preferi não tentar ir ao Conexão Jovem, assim pegaria uma fila menor, até por que a sessão de autógrafos ia começar as 14:00hs e o evento da Saga Crepúsculo estava marcado para as 15:00hs, como sempre de olho o relógio e na minha “agenda de Bienal”...
Eduardo Sphor: autografando
 seu novo livro.
    Conheci um grupo interessante na fila, logo começamos a conversar, o tempo passou e eu nem percebi, então o a sessão de autógrafos começou na hora marcada e depois de uns 20 minutos eu já havia saído do auditório. Por razões obvias (o tamanho da fila atrás de mim, por exemplo) não pude conversar muito com o autor Eduardo Sphor, mas isso já era esperado, apesar disso devo dizer que o autor parecia ser bem simpático, e que a única coisa que me deixou chateada é que devido ao tamanho da fila, a editora não permitiu mais de uma fotografia, quer dizer, a minha foto saiu toda embaçada graças a câmera digital e temperamental que estava utilizando (é preciso bater de 2 a 3 fotos para que 1 fique boa) mesmo tendo uma resolução de fazer inveja... 
    

Minha nova amiga Isabela e Rachel Caine
    Depois disso andei um pouco e segui para o evento sobre Os Clãs de Crepúsculo. O horário que estava escrito na senha era 15:00h, mas tivermos que esperar até mais ou menos 16:00h para entrar no auditório. Por sorte fiz amizade com algumas garotas que estavam na fila (Ah! Todos que me conhecem sabe que falo de mais, se for sobre algo que gosto então... Por esse motivo, faço amizade fácil). Então no meio de minhas conversas literárias acabei indicando a sessão de autógrafos da super simpática autora Rachel Caine, por isso, ela deixou o seu primo na fila, e eu guiei para o estande da Editora Underword, ao chegar lá acabei não resistindo e adquiri o livro Vento Sinistro, também da autora Rachel Caine. Como sempre, Rachel estava de muito bom humor e atendia a todos com o máximo de atenção... Ao fotografar a minha nova amiga, acabei desligando a câmera, então soltei um: “Ops! Sorry!” e Rachel logo estava pronta para a nova fotografia (depois de todos nós rirmos muito com a situação!!! KKK)...

    Feito isso, voltamos a fila do auditório, foi difícil ficar esperando, pois ninguém deu satisfação a respeito da hora que estava na senha, mas fora isso a atividade foi muito interessante.

Diário da Bienal (Parte II): O Que Rolou Na XV Bienal Livro Rio – 10/09/2011

    Boa tarde! Espero que tenham gostado da matéria sobre o meu 1º dia na Bienal do Livro...
    Hoje vamos falar do meu 2º dia de Bienal (10/09), gostei muito mesmo desse dia, embora o meu sábado tenha começado de um jeito meio chato, dessa vez eu não fiquei sem ver nenhum autor que estava na minha “programação” ao contrario, acontece que os meus amigos (Ah! Sim, eu estava acompanhada da Wendy e do meu amigo Raposo-Sama no dia 07/09), resolveram me dar um “bolo” (Ah! Eu tenho a mania de usar esse termo, mesmo quando são só os meus amigos ou minha prima que “furam” comigo), se juntar todos os “bolos” que essa galera me dá, um dia ainda abro uma confeitaria...
    
    Mas é melhor falar do que é importante, ok! A partir de agora, conheçam um pouco mais do meu Diário da Bienal – 10/09:


      Apesar de ser completamente “viciada” em “Romance Sobrenatural”, confesso que não fui a Bienal para ir atrás da Lauren Kate (acontece que por incrível que pareça, eu ainda não li Fallen), na verdade escolhi o dia 10 por dois motivos, 1º Este era o dia do lançamento oficial de Kaori 2, e eu estava louca para conhecer a Giulia Moon (acabei conhecendo-a antecipadamente, mas ainda sim cobri o lançamento, que foi muito bom!), e 2º Era fim de semana, portanto, todos poderiam ir (foi o que achei, eu também queria ir dia 02 p/ ver o André Vianco, mas a Wendy tinha 2 provas!!!). 
   
     Por esses motivos, não fui tão cedo assim, pois eu já sabia que no horário que meus amigos podiam, não teria mais senha para a Lauren, e adivinha só: Eu fiquei completamente indignada quando todos resolveram dizer que não iam!!! E o pior é que todos, com exceção da Wendy, avisaram no dia 10!!! Tipo assim, eu perdi o autógrafo de Lauren Kate, apenas em consideração aos meus amigos, mas será que valeu à pena?!!! 
     Mas deixa que minha vingança não tarda... Não tinha ninguém lá para controlar a minha compulsão de compras literárias, e eu gastei tanto nos 3 dias em fui a Bienal... Acho até que não vou a um certo evento de anime (cujo qual jamais faltamos, rsrsr)... ¬.¬ x :P


       Sendo assim fiquei completamente “solta” na Bienal, pensei que seria chato, mas “lamento” dizer aos “furões” que foi uma experiência muito, muito boa, pois eu podia ir onde queira sem ninguém ficar me regulando tipo: “Vamos em tal estande”, não me entenda mal, eu até gostei da Wendy me arrastando para uns estandes incríveis, e o Raposo-Sama, também foi muito legal, deixou a gente ir para onde quisesse e ainda carregou boa parte das minhas compras. 

Ana Fávia Abreu, Martha Argel e Dennis Vinicius.
    Mas preciso dizer, que se vocês acham que fiquei sem companhia na Bienal do Livro, estão muito enganados, acontece que nesse dia resolvi “blogar” um pouco mais, e por isso consegui um material incrível com o qual farei um post “Álbum de Fotos da Bienal do Livro Rio”, assim que terminar essa sequência de matérias... Por isso, ao chegar lá fui direto a minha parada certa (estava entrado pelo Pavilhão Verde em todos os dias de evento) por isso o 1º estande em que parava era o estande onde Martha Argel, Ana Flávia, Dennis Vinicius e companhia estavam, conversei com todos e como sempre foram super simpáticos, conheci algumas blogueiras que também estavam por lá, e gostei muito das “meninas dos blogs”, tudo isso me ajudou a me sentir um pouco menos sozinha... 


       Passei boa parte do dia Fotografando para o post que ainda vou fazer, tem de tudo mesmo, até soldado do Império!!! Para quem ainda não sabe, eu sou louca por Star Wars, e nem ligo se me chamarem de nerd, rsrsr...
Giulia Moon e J. Modesto.
      Minha segunda parada foi o estande onde Giulia Moon estava, e para minha surpresa, a autora me apresentou a J. Modesto. Já havia conversado algumas vezes com autor por Skoob (embora tenha descoberto que atualmente o mesmo utiliza mais o Facebook) e adorei a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente, como todos os autores brasileiros que conheci J. Modesto é super simpático, humilde e agradável, aliais, esperem, pois o próprio autor presenteou este blog, e é claro que este presente será entregue a um sortudo entre os leitores e seguidores do Santuário, mas isso será daqui a um pouco mais de tempo, pois não parece, mas esse blog é um bebê de apenas quatro meses!!! É sério, às vezes parece que faz bem mais tempo, mas acho que essa impressão é fruto de um trabalho sério e árduo e de nossas matérias semanais, que nunca nos dão tempo sequer para respirar (Estou até sem ar!) brincadeirinha, rsrsr...
     O sorteio do livro “Anjos Rebeldes” será assim que nos organizarmos sobre a melhor forma de sorteio, envio e regulamento do mesmo, posteriormente também haverá outros pequenos sorteios, mas falaremos disso depois... 
     Giulia Moon também me informou que o autor Kizzy Ysatis estaria presente no lançamento de Kaori 2 e praticamente me convocou para o evento (brincadeirinha de novo), ela disse que ficaria muito feliz se eu pudesse estar presente no horário do lançamento (matéria que ficou em outro post, porque esse ficou muito grande), e  anotei na minha agenda...
    
     ATÉ PARECE!!! EU IRIA DE UM JEITO OU DE OUTRO MESMO!!! MAS É BEM MELHOR QUANDO SOU TÃO BEM RECEBIDA E CONVIDADA!!! 


     Eu corri com o resto de minha programação, sempre fugindo de filas. Ah! É por isso que minhas matérias são tão diferentes das de outros blogs. Eu também aproveitei para entrevistar alguns leitores de Lauren Kate e isso foi bem legal veja abaixo: 

Lançamento do Livro Kaori 2 - XV Bienal do Livro Rio

    Bom dia! Se você vem acompanhando as matérias que fiz a respeito da Bienal do Livro, então sabe que estive no lançamento do livro Kaori 2. Estas poucas linhas e muitas fotos estão aqui para mostrar um pouquinho mais do evento...

    Quando cheguei novamente ao estande da editora Centauro (Giz editorial) me surpreendi ao ver a também escritora (e blogueira) Nana B. vestida de Kaori. Exatamente! Nana estava de “Cosplay” de Kaori para o lançamento do livro de sua amiga Giulia Moon. = ^. ^=
Muitas pessoas paravam no estande para conhecer o livro e fotografar a autora e Kaori.
   Como prometido o autor Kizzy ysatis também foi prestigiar o trabalho de Giulia Moon, e se revelou um fã bem exigente pedindo desenho e tudo na hora de autografar o seu livro Kaori 2. Devo dizer que Kizzy é muito simpático e divertido, e que ele não estava com "aquele visual tradicional de Kizzy ysatis", mas eu achei que o novo visual também caiu bem. ^.^
Também estiveram presentes: Ana Cristina (Editora da Llyr), Erick Cardoso (Editor da Draco), a amiga Martha Argel e até uma turma de fãs de Giulia e de Harry Potter... Acontece que a galera estava vestida como alunos da série, pertence a um fã clube uniformizado de Harry Potter, imagine como foi divertido ver os alunos da Sonserina ao lado da Kaori e sua mãe Giulia Moon... Bem, não precisam imaginar muito, porque eu tenho fotos:

Kaori (Nana)

Sucessos Instantâneos

Olá, pessoal que segue o Santuário da Fantasia! Hoje eu quero falar com vocês a respeito de um fenômeno muito comum no mundo da literatura e que, no entanto, pouca gente sabe que existe. Ele não tem nome, não tem uma cara definida ou um site onde a gente possa pesquisar. Sua existência só pode ser percebida por quem tem uma visão muito ampla das cosas que acontecem em nosso planeta. É algo como uma sociedade secreta dentro do mundo dos livros.
Sim, eu adoro teorias da conspiração – aceito recomendações de livros a esse respeito – e é disso que vamos falar. Vamos começar explicando a coisa toda. Sabe quando você ouve falar de um livro, vê anúncios em revistas, no metrô, entra em blogs e vê o banner do tal livro? Sabe quando um monte de gente começa a falar bem desse livro em blogs e resenhas por aí? Como você se sente quando isso acontece? Resposta: com vontade ler o livro! Claro! O resultado disso é que um monte de gente compra o livro, faz mais resenhas, coloca suas opiniões em sites etc. Pronto, temos mais um “sucesso” literário.
Agora, uma coisa que muita gente – muita mesmo! – não sabe é que por trás desse fenômeno todo existe uma orquestra muito afinada de profissionais de marketing e propaganda (OK, eu não sei a diferença entre uma coisa e outra, por isso escrevi as duas). É evidente que colocar um livro em evidência dentro do cenário literário custa muito caro. Um anúncio em um grande jornal pode custar centenas de milhares de Reais. Veicular no metrô? Só para editora que tem muita grana. Na Internet as coisas são mais baratas, e é aí que mora a sociedade secreta...
Estou convencido de que aquela massa de pessoas que comenta e fomenta a respeito de um livro que ainda não saiu ou que acaba de chegar às prateleiras simplesmente não existe... É isso mesmo! Eles são fakes! Bom, pelo menos a maioria, no começo, é. Sabe aquela história que você ouviu de que um ou outro livro começou a fazer sucesso entre os internautas, um recomendou para o outro e, de repente, todo mundo ouve falar da obra? É mentira... Existe uma indústria do sucesso instantâneo disseminada pelo mundo, e no Brasil ela é extremamente forte. Ela funciona assim: as grandes editoras lançam (ou importam) um livro e decidem que ele deve ser um sucesso de vendas. Além de espalhar a propaganda normal por aí, eles contratam a sociedade secreta, que fica responsável por invadir blogs, fóruns, sites de relacionamento e criar uma massa de gente que comenta e elogia o livro. Simples assim. Nós compramos a idéia e, na sequência, o livro.
Eu comecei a perceber a existência dessa Iluminati literária (rsrsrs) quando vi gente elogiando e defendendo com unhas e dentes algumas obras que não valiam um centavo enferrujado. Esse é o trabalho deles... Tenho como provar? Não, mas basta que cada um fique mais atento ao que vê por aí para perceber que este fenômeno existe.
Vou terminar esse pequeno estudo com uma frase tirada do fundo do baú – nem um pouco original – que diz que nem tudo o que reluz é ouro. Mas que nós gostamos de correr atrás do ouro, isso nós gostamos.
Abraços!

Diário da Bienal (Parte I): O Que Rolou Na XV Bienal do Livro Rio – 07/09/2011.

    
   Se você ama ler, e acha que comprar livros compulsivamente (Tipo “Delírios de Consumo de Becky Bloom”, não com roupas, mas com livros!) não são gastos e sim um investimento em cultura, e muita diversão, então mesmo que você não tenha ido a Bienal do Livro, sabe que é impossível uma pessoa como eu ou você ir a Bienal uma única vez, a não ser que você tenha "torrado" todo o seu dinheiro em um dia só, ou tenha sido proibida de ir mais de um dia por seus pais porque você tem prova no seu curso no dia em que seus amigos vão... É... Os pais da Wendy "pegaram pesado" dessa vez!!! Mas pelo menos eles a deixaram ir no dia 07/09 e ela conseguiu muitos livros ótimos com preços igualmente bons, incluindo os preferidos dela: “A Pirâmide Vermelha” e “O Herói Perdido”, e conheceu muitos autores de LinFanBr (Literatura Fantástica Nacional).

Diário da XV Bienal do Livro Rio - Dia 07/09/2011, Por Dan Pimenta (Antecipando o meu aniversário na Bienal! “Parte 1” rsrsrs) =^.^=

   Por tudo que citei acima, eu acabei ficando responsável por fazer todo o resumo da Bienal para vocês, em nome do Santuário da Fantasia, afinal, em tempos de Bienal do Livro é impossível ficar sem falar deste evento em um blog literário. Confesso que por mim, estaria presente em todos os dias do evento, mas devido a compromissos inadiáveis, e excesso de gastos (é sério às vezes sou quase tão consumista quanto a Becky Bloom!!! rsrsrs). 

A Aniversariante do Mês, Martha Argel
e o Livro Amores Perigosos! 
    Eu só pude estar presente nos dias 07, 10 e 11 de Setembro, o que acabou se tornando um presentão de aniversário antecipado (ah! Sim, eu faço aniversário no dia 12/09, logo depois de Reneesme Cullen e da autora Martha Argel “ambas em 11/09” e antes de Isabella Marie Cullen, mas conhecida como Bella ou “a Srª Edward Cullen", ela faz aniversário no dia 13/09, portanto hoje. Escolhi um dia legal para nascer não foi?! rsrsrs).

 Me presenteei com muitos livros, e meu pai (ou seria o dinheiro dele, kkkkk) me deram o livro “Amores Perigosos” autografado por Martha Argel, e o livro Kôra – O Pressentimento do Dragão, também autografado por Ana Flávia Abreu... Além desses livros adquiri outros títulos nacionais também autografados: O Vale dos Anjos, Um Mundo Perfeito e Kaori 1 e 2. E os internacionais: Série Hush, Hush (Sussurro, e Crescendo), Radiante (Serie Hiley Bloom, Alyson Nöel), A Hora do Vampiro (do consagrado mestre do terror, Stephen King), o primeiro livro da série Sally Lockhart (do já consagrado autor Philip Pullman, Fronteira do Universo), e o meu novo livro de cabeceira: A Oxford de Lyra ( também do meu amado P. Pullman), todos com preços imbatíveis.

    
Ana  Flávia e os livros da Série Kôra.
    O bom é que depois vou fazer mais resenhas para vocês, aliais acho que vou fazer enquetes para que vocês votem em pelo menos um livro que irei ler e resenhar durante o mês, gosto da ideia de interatividade, tenho muita dificuldade de escolher por qual livro começar, por isso acabo lendo mais livros do que dou conta por vez... É que tenho mais ou menos cem livros meus, fora e-books, empréstimos, e livros que eu emprestei e já julgava perdidos, mas que acabaram voltando, rsrsr... O que acham dessa ideia da “resenha interativa”?! Penso que podíamos utilizar este recurso principalmente em títulos antigos que eu já li, e que releria para o blog, pois são imperdíveis como: Fronteiras do Universo, os três primeiros volumes de Crônicas Vampirescas e As Novas Crônicas Vampirescas, As Crônicas de Nárnia, Harry Potter, etc...

Os Autores Nacionais:

Giulia Moon e o Novo Volume de Kaori! =^.^=

Leandro Schulai e o Livro O Vale dos Anjos. 
   Mas voltando a Bienal, Ficamos maravilhadas com a simpatia, simplicidade e humildade dos autores nacionais, e eles também estavam muito acessíveis... Destaque para os estandes das editoras: Centauro (Giz editorial, com Giulia Moon e sua perfumada Kaori), Vermelho Marinho (Llyr editorial) com a presença da literalmente surpreendente Martha Argel (ler matéria: 10 Razões Para Prestigiar Os Atores Nacionais Na Bienal) e Ana Flávia Abreu (Autora do Livros da Série Kôra), e para a “super operação autógrafos” do Selo Novos Talentos da Literatura Brasileira da Editora Novo Século, pois no seu estande sempre havia vários autores para autografar, o diferencial é que no momento que passei por lá, conheci aproximadamente 4 autores todos muito simpáticos e a disposição do público para autografar, fotografar e conversar. É que de acordo com os dias de Bienal e disponibilidade dos autores, eles se revezaram para sempre ter vários deles lá no estande da Novo Século (muito, muito, acessíveis mesmo)!!! = ^.^= =*.*= :D!


Leonardo Brum e a 2ª Edição de O Mundo Perfeito.

10 Razões Para Prestigiar Os Autores De Literatura Fantástica Nacional Na Bienal Do Livro.

     Atenção: Mesmo para quem não vai ou já foi a Bienal do Livro 2011, indicamos a matéria abaixo, pois ela contém dicas úteis para quaisquer situações literárias do tipo evento de literatura/ fantástico.


      A matéria abaixo foi feita com base na nossa recente experiência na Bienal do Livro Rio, pois ainda não havíamos estado na Bienal esse ano, e quando fomos acabamos descobrindo todas as vantagens abaixo: 


1ª Você E Os Autores Nacionais Falam Literalmente A Mesma Língua: O que é muito bom, pois você pode falar tudo que deseja, ouvir as explicações dos mesmos a respeito dos livros que adquiriu e até mesmo dos livros do mesmo que você já leu, sem a mínima necessidade de tradutor.


2ª Os Livros Nacionais São Tão Bons Quanto Os Internacionais: Basta dar uma chance as histórias nacionais para nunca mais querer largá-las!!! É claro que é bom fazer uma pesquisa sobre quais livros mais te atraem... Então que tal ouvir o resumo da obra pelo próprio autor?!

Livros da Dan Autografandos na Bienal: 
Um Mundo Perfeito, Kaori 1 e 2
O Vale dos AnjosAmores Perigosos, e kôra.
3ª As Filas Para Autógrafos Geralmente São Bem Menores: Mesmo no caso de grandes autores como Martha Argel e Giulia Moon, pois as autoras citadas, por exemplo, estão presentes em vários dias do evento. Acontece que essa informação não foi tão propagada assim, por isso, apenas os dias dos lançamentos e sessões oficiais de autógrafos, que foram muito divulgados na internet ficam mais lotados. A afirmação acima vale até mesmo para o mais que consagrado autor nacional, André Vianco, nesse caso, é claro que vai haver uma pequena fila, mas nada que te tire o resto do dia de compras e diversão!


4ª Você Pode Manter Contato Com Os Autores Nacionais Pela Internet: Através do Skoob, Twitter, Facebook, Blogs e e-mails. Eles adoram ficar informados sobre a sua opinião a respeito de suas obras, pois isso os incentiva a escrever cada vez mais e melhor.


5ª A Simpatia E Carisma Tradicional Da Maioria Dos Brasileiros, Não Falta em Nossos Autores:
É sério, a Dan tomou o maior susto porque a Martha Argel a surpreendeu do nada quando ela estava nos contando sobre o novo livro da autora, tipo: “Vocês não estão falando mal de mim, estão?” Rsrsrsrs... Passado o susto e a surpresa, nós amamos o encontro casual com essa grande autora, que é muito, muito simpática e divertida. E que tal trocar uma idéia com a Giulia Moon sobre seus livros, vampiros, Anne Rice, blogs literários e até sobre J-Rock (Rock Japonês)!!! Fica até difícil de dizer qual dessas incríveis autoras merece o título de Miss Simpatia da LinFanBr?! Achamos que é um empate... KKKK
   Outros autores que também nos cativaram por seu trabalho e simpatia são, Felipe Santos (autor de O Preço da Imortalidade), Leornado Brum, Ana Flávia Abreu (autora de Kôra) e Leandro Schulai.

Martha Argel e Giulia Moon: As duas mais brilhantes
e simpáticas autoras de Literatura Fantástica Nacional! =^.^=

Em breve nos cinemas - 2011 a 2012

Entre nos endereços do respectivo filme para ver a sua Sinopse e Trailer.

Programado para 02/09/2011
Medianeras: Buenos Aires da Era do Amor Digital, de Gustavo Taretto
Medianeras: Buenos Aires da Era do Amor Digital
Gustavo Taretto
Copacabana, de Marc Fitoussi
Copacabana
Marc Fitoussi
A Missão Proibida - Apollo 18, de Gonzalo López-Gallego
Gonzalo López-Gallego
Trailer
Submarino, de Thomas Vinterberg
Submarino
Thomas Vinterberg
O Homem do Futuro, de Cláudio Torres
Cláudio Torres
Trailer
Um Conto Chinês, de Sebastián Borensztein
Um Conto Chinês
Sebastián Borensztein
A Fuga da Mulher Gorila, de Felipe Bragança & Marina Meliande
A Fuga da Mulher Gorila
Felipe Bragança & Marina Meliande
A Viagem de Lucia, de Stefano Pasetto
A Viagem de Lucia
Stefano Pasetto
Deu a Louca na Chapeuzinho 2, de Miek Disa
Miek Disa
Trailer

C. S. Lewis


Aslam é considerado o mehor personagem
criado por C. S. Lewis.
    
    Vocês com certeza conhecem As Crônicas de Nárnia, mas sabiam que C. S. Lewis, autor dos livros de Nárnia também era autor de livros teológicos, e que antes disso ele era muito ateu?! Pois é, prometemos que não vamos falar sobre religião, mas sim sobre a vida e a obra de Clive Staples Lewis...

Biografia:

   Clive Staples Lewis, mais conhecido como C. S. Lewis, nasceu em Belfast no norte da Irlanda. Quando pequeno Lewis teve sua mente estimulada por seu irmão Warren, a quem tratava como Warnie, que um dia levou para ele uma tampa com um jardim em miniatura, o que proporcionou a Lewis uma visão diferente do mundo fora de seu berço.Mais tarde Lewis se lembraria desta brincadeira com Warnie e a relataria em seu livro “Surpreendido pela Alegria”, e muito mais tarde usaria esse mesmo jardim como base para criar o mundo de Nárnia.
    Com a morte de sua mãe, Lewis ficou muito abalado, seu pai assumiu a responsabilidade de sozinho criar os seus dois filhos, Warren e Lewis, o que fez com que Lewis se afastasse cada vez mais de seu pai, descobrindo uma biblioteca particular em sua casa e passando cada vez mais tempo dentro dela, criando um grande apreço pela literatura.
    Aos 18 anos, C. S. Lewis foi admitido no University College em Oxford, porém seus estudos foram interrompidos por ter sido chamado a frente de batalha, mas foi mandado de volta para Oxford por causa de um ferimento de batalha.
   Durante a guerra, Lewis conheceu um outro soldado, chamado Paddy Moore, com que teve uma amizade tão intensa que fizeram um trato de que se um deles viesse a falecer o outro cuidaria da família deste. Infelizmente Paddy faleceu em 1918, mesmo ano em que Lewis foi ferido e mandado de volta.
Quando voltou a Oxford Lewis passou a cuidar da mãe e da irmã de Paddy, com quem criou uma forte amizade. Completou seus estudos e foi chamado a lecionar no Magdallen College, onde ficou durante de 1925 a 1954, nesse meio tempo Lewis conheceu Tolkien (Autor de O Senhor dos Anéis e O Hobbit) durante uma reunião, que eles denominaram “chá inglês” no Merton college.
   A partir desse dia, C. S. Lewis e J. R. R. Tolkien se tornariam grandes amigos, mas haveria também nessa amizade grandes discussões, além de palavras de apoio.
    Lewis era ateu e Tolkien era religioso convicto, o que de certo gerava muitas discussões entre eles por causa dos livros de Lewis, tais como Cartas de um diabo a seu aprendiz, O sobrinho do mago, e algumas outras obras, mas posteriomente C. S. Lewis, converteu-se ao cristianismo, tornando-se um grande defensor do Evangelho.
   Em uma com aposta com Tolkien, Lewis sugeriu temas para escrever um livro, e pegou o tema viagem no espaço,o que gerou o livro Out of the Silent Planet”, publicado em português como “Longe do Planeta Silêncioso” . Enquanto J. R. R. Tolkien deveria escrever sobre viagem no tempo.
    Lewis viveu por um tempo com a senhora Moore e Maureen, mãe e irmã de Paddy, na cidade, mas depois se mudaram para uma casa fazenda mais distante da cidade a qual chamavam de The Kilns, onde não muito tempo depois Warren vai morar com eles.
     Lá Lewis foi feliz enquanto pode, sofreu com a morte da senhora Moore de quem gostava muito, em 1951, depois encontrou novamente a felicidade com Joy, que se tornou sua esposa. Lewis manteve até onde pode seu casamento escondido de Tolkien, que descobriu e o repreendeu por se casar com uma mulher separada e fora da igreja, essa discussão fez com que os dois deixassem de manter contato durante muito tempo….
   Lewis morreu em 29 de novembro, tendo realizado seu sonho após a morte de Joy, em 13 de julho, de viajar e passar seus últimos dias novamente no lugar onde nasceu, a Irlanda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Todos os direitos reservados © Santuário da Fantasia - O Reinado da Fantasia Utópica em conexão com o Mundo da Literatura