Dose Dupla - J. R. R. Tolkien | Santuário da Fantasia
Seja bem-vindo!
  • Por que Ler Fantasia?

    Nas histórias de fantasia nós aprendemos a entender as diferenças dos outros, aprendemos ter compaixão por aquelas coisas que não podemos compreender, aprendemos a importância de manter o nosso sentido de saber do estranho mundo que existe nas páginas da literatura fantástica. Ensina-nos a tolerância de outras pessoas e lugares e engendram uma abertura para novas experiências...

  • Santuário da Fantasia

    Este novo projeto é para reunir as maiores obras já lançadas e que ainda terão o seu lançamento, contando com uma diversidade de informação para lhe deixar entretido por um longo tempo. Aqui estamos para finalmente abrirmos as nossas portas... Então, sejam bem-vindos ao Santuário!

  • Mundo dos Promos

    Esse espaço é dedicado para aquelas pessoas que fazem Promoções sobre a Literatura. O Blog já ultrapassou a marca de 7.000 visitas em menos de 9 meses, possuindo mais de 500 Promoções. E também, há vários Promos todos os dias. Acesse e participe...

  • Codex de Ouro

    O Codex de Ouro é um prêmio anual promovido pelo Ponto do Autor, e, antes de tudo, o desejo de celebrarmos as conquistas dos autores que representam a força da literatura nacional. Almejamos realizar uma festa anual para os autores nacionais, em uma celebração promovida com base exclusivamente no conhecimento que buscamos na weblit...

  • Gêneros de Literatura

    Neste tema falará os mais variados Gêneros da Literatura e afins. Ainda em progresso de inclusão...

  • Mundo da Literatura

    O Grande projeto foi finalmente definido no ano de 2011 para que reunisse os autores nacionais num só lugar, o Mundo da Literatura. Em consequência disso, conseguimos com grande sucesso esta grande realização em tão pouco tempo. Entre lá e veja por si mesmo o seu funcionamento...

Dose Dupla - J. R. R. Tolkien

   Oi pessoal!!!
  Faz tempo que nós não falamos sobre autores, não é?! Para hoje preparamos uma matéria muito especial sobre ninguém menos que J. R. R. Tolkien... É difícil falar sobre alguém que é considerado um dos maiores mestres da literatura internacional de todos os tempos, mas vamos tentar...

Biografia:

   Jonh Ronald Reuel Tolkien, mas conhecido como J.R.R.Tolkien, nasceu em Bloemfontein, na África do Sul (pois seu pai trabalhava em um banco deste país), porém tem nacionalidade britânica. Quando pequeno Tolkien se encantou com a língua galesa, o que o fez se empenhar na faculdade, onde se tornou filólogo.
   Antes de se tornar professor, Tolkien enfrentou muitas dificuldades, pois perdeu o seu pai quando ainda era muito jovem, por isso, sua mãe decidiu voltar para a Inglaterra, mas ao chegar lá, não foi bem recebida pela família de seu marido, pois ela havia se convertido a religião católica, por isso, Tolkien, seu irmão e sua mãe passaram por dificuldades financeiras, principalmente quando sua mãe ficou doente e veio a falecer... 
   Tolkien e seu irmão ainda eram muito jovens, por isso eles ficaram aos cuidados do padre Morgan, que ajudava sua família desde quando a mãe dos meninos ainda estava viva, os dois passaram a morar em numa espécie de orfanato, onde conheceu o jovem John Tolkien veio a conhecer Edith, que mais tarde se tornaria sua esposa e mãe dos quatro filhos do autor: John Francis Reuel Tolkien, Michael Hilary Reuel Tolkien,Christopher John Reuel Tolkien e Priscilla Anne Reuel Tolkien.

   Em 1925, Tolkien foi nomeado professor anglo-saxão em Oxford, onde mais tarde se tornaria professor da cátedra Merton de linguagem até a sua aposentadoria. Alguns anos após seu casamento Tolkien foi chamado à frente de batalha contra a Alemanha, durante a 1° Guerra Mundial, mas em novembro do mesmo ano ele foi mandado de volta para a casa sofrendo de “febre das trincheiras”.
    Todo esse processo que Tolkien viveu antes de lecionar na faculdade de Oxford o ajudou a descobrir um gosto  em especial pelos contos de fadas, e a dar inicio aos esboços da Terra-Média, hobbits, elfos, anões e suas línguas próprias... 

    Alguns textos que mais tarde dariam origem a O Silmarillion(Considerada a maior obra do autor, embora menos conhecida do que “O Hobbit” e “O Senhor dos Anéis”) e suas demais obras.

O Autor de "As Crônicas
de Nárnia" era amigo
pessoal de J. R. R. Tolkien.
   Depois de alguns anos lecionando em Oxford, Tolkien conheceu Clive Staples Lewis (C. S. Lewis, autor de “As Crônicas de Nárnia"), e juntos criariam uma amizade intensa, movida graças a paixão de ambos pela literatura, que mais tarde deu origem ao grupo literário chamado The Inklings, formados por entusiastas de literatura que se encontravam alguns dias da semana em um pub de nome The Eagle and Child onde discutiam sobre grandes obras literárias da época, além de lerem as mesmas e também seus próprios manuscritos uns para os outros.
   Tolkien, assim como Lewis, leu grande parte de suas obras aos Inklings e entes elas estavamO Hobbit: Lá e de volta outra vez”. Primeira obra publicada pelo autor,que surgiu através das muitas histórias que ele contava a seus filhos antes de dormirem. E mais tarde seria conhecido mundialmente apenas como “O Hobbit.

   E Tolkien se empenhava cada vez mais em continuar suas 
histórias sobre o inicio da Terra-Média...

  Durante esse tempo, C. S. Lewis, tornou-se um grande admirador das obras de seu amigo Tolkien, apesar de suas divergências com relação à religião, ainda sim se não fosse por Lewis, Tolkien jamais teria conseguido terminar a história de “O Senhor dos Anéis”, ou mesmo pensar em dar continuidade ao “O Hobbit”, pois “Jack Lewis”(apelido de C. S. Lewis) sempre o incentivou a escrever mais sobre o A Terra-Média e todas as raças que nela habitam. Ele passava horas e horas escutando Tolkien ler os manuscritos de “O Senhor dos Anéis”. E mesmo com todas as controvérsias de ambos, nada mudou em sua amizade durante um bom período, e nesse meio tempo os dois autores propuseram um desafio, de que um escreveria sobre viagem no tempo e o outro sobre viagem no espaço, Tolkien ficou com a viagem no tempo, o que deu origem a história A Estrada Perdida.
   Sua amizade com Lewis durou quase quarenta anos, e foi muito importante durante o tempo em que existiu. A história do surgimento até o seu fim dessa intensa amizade entre os dois que de certa forma ajudou-os a escreverem seu títulos mais conhecidos é relatada no livro “O Dom da Amizade”.

   Tolkien, durante os anos que lhe restara viveu um pouco de sua fama, cuja qual não acreditava ser possível, pelas publicações de "O Hobbit" e "O Senhor dos Anéis". Mas sua obra que conta todo a mitologia da Terra Média desde sua criação até a Terceira Era, nunca chegou a ser concluída por ele, sendo organizada postumamente por seu filho Christopher Tolkien, único de todos os filhos do autor que assim como o pai, herdou o gosto por literatura.

Obras:

Principais Livros de J. R. R. Tolkien.

   J. R. R. Tolkien possui muitos títulos publicados em várias partes do mundo, atualmente é considerado um autor clássico e um dos maiores escritores do mundo. Possui uma legião de fãs que aumentou muito com o lançamento da trilogia de filmes baseados no livro "O Senhor dos Anéis", esses fãs são atualmente conhecidos como Tolkienianos, e embora as obras do autor sejam livros antigos e clássicos, estão sempre em alta devido a grande qualidade literária que conquistou e continua conquistando gerações de fãs para Tolkien.

Abaixo segue a lista dos principais Livros do autor publicados no Brasil:

"O Hobbit", "O Senhor dos Anéis" (volume único), "O Silmarillion" (publicado postumamente, obra que o autor estava organizando quando faleceu), “Contos Inacabados de Númenor e da Terra-Média” (também publicado postumamente), “Os Filhos de Húrin”, “Roverandom”, “Mestre Gil de Ham”, “As Aventuras de Tom Bombadil”, todos publicados pela editora Martins Fontes, e também “Sobre Histórias de Fadas”, da editora Conrad.

Cinema e Televisão***:
Banners Oficiais da Trilogia
Cinematográfica "O Senhor dos Anéis".
   Em 1978, o animador britânico Ralph Bkshi (o mesmo de Super Mouse e Gato Felix) adaptou "O Senhor dos Anéis" para o cinema num longa-metragem de animação de duas horas. Outras duas obras de Tolkien viraram longas animados para a TV inglesa: “O Hobbit” (em 1977) e “O Retorno do Rei” (1980), ambas criadas para especiais de TV e dirigidas por Jules Bass, o mesmo produtor de Thundercats e Silverhawks e co-diretor do longa metragem Rudolph, a rena do Nariz Vermelho...

    Peter Jackson, um antigo fã de Tolkien, dirigiu três filmes da saga, produzidos simultaneamente (divididos do mesmo modo que os livros, lançados em 2001, 2002, e 2003), o que rendeu 17 Oscar à série, 4 ao primeiro, 2 ao segundo e 11 concedidos ao terceiro, igualando-o aos recordes de Titanic e Ben-hur. Atualmente está em fase de produção o filme baseado em “O Hobbit”, que estreia em 2012.

*** À partir desta parte, a matéria não foi feita por nós, tendo a maior parte de seu conteúdo transcrito do Wikipédia.

O restante da matéria foi feita em Dose Dupla, por A. Wendy e Dan Pimenta.

Comentários, Sugestões e Elogios São Sempre Bem Vindos! :)

1 comentários:

Mari Sampaio disse...

Tolkien é sem dúvida, para mim, o pai da literatura fantástica como a conhecemos hoje. O homem que inspirou a muitos outros maravilhosos escritores!
Adorei a matéria, meninas!

Super beijos!

Mariana Sampaio
Blog Tijolinhos de Papel

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Todos os direitos reservados © Santuário da Fantasia - O Reinado da Fantasia Utópica em conexão com o Mundo da Literatura